Kardec, queima todos eles!

Vou iniciar esse texto confessando que tenho pouca vivência "social" dentro de centro espírita dito kardecista. Meu interesse maior sempre foi, inicialmente, obter alguma comprovação pessoal empírica sobre a possibilidade real de existência dos fenômenos espirituais, o que consegui frequentando um templo de Umbanda como consulente. Passada a fase do "será que espírito existe mesmo?" e do "será isso aqui é realmente causado por uma inteligência externa ao médium?" eu passei a me interessar pelos mecanismos dos fenômenos em si e pelo leque de possibilidades de manifestações espirituais encontradas ou não em bibliografia disponível. A partir daqui eu já não conseguiria experimentar Leia mais