Livre-arbítrio – Quando o conhecimento liberta

Vou iniciar este texto situando o tema a partir de uma questão d’O Livro dos Espíritos: “O homem tem livre-arbítrio de seus atos? R. Visto que ele tem a liberdade de pensar, tem de agir. Sem livre-arbítrio o homem seria uma máquina ” [1]. A própria resposta à pergunta já define livre-arbítrio, que, segundo o minidicionário Aurélio significa “a capacidade individual de autodeterminação”. Ou seja, temos a liberdade de pensar e de auto determinarmo-nos, direcionando as nossas ações de acordo com nossa vontade. Mas antes de entrar no tema em si, precisamos, antes, situarmo-nos no Todo. Precisamos compreender o nosso papel na existência para, aí sim, entendermos Leia mais